Cursos de Curta Duração

Controles Internos: Fundamentos, Ferramentas e Estudo de Casos

Compartilhe o conteúdo desta página:

Objetivo

-Promover a compreensão abrangente do sistema de controles internos.
- Apresentar a relação entre governança e controles internos, evolução histórica e o tratamento dado pelo Comitê de Basiléia, bem como o papel de modelos internacionais (frameworks), como COSO, ISO 31000 e COBIT.
- Apresentar visão sistêmica dos controles internos, considerando: conceitos e cultura de risco, estrutura organizacional e recursos, linhas de defesa, principais riscos.
- Construir ferramentas para pontos críticos do sistema de controles internos, quais sejam: inventário e mapeamento de processos, matriz de riscos, estabelecimento de controles, indicadores, testes, tratamento do resultado dos testes, melhoria contínua e preparação de relatório.  Destacar a necessidade de se contar com base de registros de apontamentos de controle interno (fragilidade/irregularidades/recomendações apontadas por instâncias de fiscalização e controle, tanto externas (autoridades, entidades de autorregulação, Auditoria Externa, etc) como internas (Auditoria Interna, Riscos, Compliance e a própria Área de Controles Internos.
- Desenvolver atividades práticas de controles internos para os profissionais que atuam na área ou com ela se relacionem.
- Promover reflexão sobre os conflitos e desafios inerentes ao sistema de controles internos, no âmbito organizacional.

Programa

1

Controles internos: introdução

- O que são os controles internos.
- O sistema de controles internos.

2

Governança e controles internos

- A relação governança, riscos, controles e compliance.

3

Evolução dos controles internos

4

A regulamentação sobre controles internos para instituições financeiras

- O posicionamento do Comitê de Basiléia.
- Desafio: Resolução CMN 2554 X Resolução CMN 4595.

5

Modelos de controles internos

- COSO.
- ISO 31000.
- COBIT.

6

Construindo o sistema de controles internos

Controles Internos como área.
- O relacionamento da área de controles internos com as áreas de compliance e riscos.
- As linhas de defesa.
- Recursos: Humanos, Sistemas de informação e Comunicação.
- Negócio e Riscos: mapeamento de processos e riscos. ISO 31010. Risk and Control Self Assessment. Matriz. Formalização de apetite a riscos e indicadores.
- Conceituação dos principais tipos de risco: riscos de crédito, de mercado, IRBB, de liquidez, operacional, socioambiental, reputacional e estratégico.
- Uma novidade regulatória no Brasil: a visão integrada de riscos.
- Estabelecimento de controles.
- Revisão e tratamento de deficiências: Auditoria interna e Responsabilização.
- Monitoramento e melhoria contínua.

7

Inventário de processos

- Papel do inventário.
- Exercício.

8

Mapeamento de processos

- Tipos de mapeamento.
- Exercício.

9

Matriz de riscos

- Classificação de riscos.
- Exercício.

10

Estabelecimento de controles

- Função.
- Categorias.
- Exercício.

11

Base de registros de apontamentos de controle interno.

- O escopo corporativo.
- Fontes de informação: externas (autoridades, entidades de autorregulação, Auditoria Externa, etc) e internas (Auditoria Interna, Riscos, Compliance e a própria Área de Controles Internos).
- Base como fonte de indicadores.
- Base como ferramenta para planejamento das ações da Área de Controles Internos.

12

Indicadores

- Características.
- Exercício.

13

Testes

- Planejamento.
- Avaliação da efetividade dos controles.
- Exercício.

14

Resultados e planos de ação

- Remediação.
- Cultura e treinamento.
- Exercício.

15

Melhoria contínua

- Pontos de atenção.
- Exercício.

16

Relatório

- Papel do relatório.
- Exercício.

Metodologia

O curso será realizado presencialmente, com atividades dirigidas, abrangendo aspectos conceituais e exercícios focados na prática dos controles internos.

Competências Desenvolvidas

- Compreender o ambiente e os elementos de controles internos, seus objetivos e seu papel na governança corporativa.
- Desenvolver habilidades para atuar com ferramentas e metodologias aplicáveis ao sistema de controles internos.

Pré-requisitos

Deter conhecimentos básicos sobre o mercado financeiro e atividades bancárias

Público Alvo

Profissionais que atuem em riscos, controles internos, compliance, auditoria interna, governança corporativa, gestores que tenham responsabilidade por riscos e seus controles, gestores de negócios e profissionais que queiram aprofundar seus conhecimentos de controles internos. O curso também contribui para profissionais que não sejam do setor financeiro.

1

Jose Luiz Reis Valentim

Consultor GRC e Conselheiro Fiscal certificado pelo IBGC possui experiência profissional de 35 anos em Instituições Financeiras, sendo os últimos 24 anos como gestor no Banco Santander, com ênfase em Riscos Operacionais e Controles Internos. Coordenou a implantação do Modelo de Controles Internos SOX. Por 8 anos foi membro do “Comitê de Riscos, Compliance e Controles Internos”, fórum da Governança Corporativa da CIP - Câmara Interbancária de Pagamentos. Formado em Administração de Empresas – PUC SP, com MBA em Finanças pelo IBMEC e cursos de especialização em gestão de riscos e controles internos.

Tem interesse no curso?

POR DETERMINAÇÃO DA LEI 12.741/2012, INFORMAMOS O PERCENTUAL APROXIMADO DOS TRIBUTOS INCIDENTES: 12,6% SENDO:
ISS .............. MUNICIPAL......5%
COFINS ......... FEDERAL......7,6%

Turmas em aberto

Inicio: 24/10 a 25/10/19

AV. PAULISTA, 1159 - 16º ANDAR - BELA VISTA - SÃO PAULO, SP

Carga Horária
16h
Horário
09h às 18h
Em Até 12X R$ 140,83 s/ juros
para associados
Total R$1.690,00
Em Até 12X R$ 165,42 s/ juros
para não associados
Total R$1.985,00

Receber aviso de nova turma

Av. Brigadeiro Faria Lima, 1485 - Torre Norte - 12º andar - Pinheiros - São Paulo, SP

Infi · Instituto FEBRABAN de Educação · Copyright © 2013 · Todos os direitos reservados

Versão 1.20

11 3186.6962
11 4878.6964

formas de pagamento

Formas de pagamento aceitas pelo Infi
SSL